Crítica: Spectros – 1° Temporada

Spectros‘ é uma série da Netflix, nacional, que conta a história de um grupo de jovens em meio aos fantasmas do bairro da Liberdade, em São Paulo.

Spectros

Mas, leitor, se você achou que a série tem um ótimo e interessante tema, acertou. Porém, assim como eu, se já vou, você foi enganado! A execução de toda ela é ruim, para ser gentil. Para não ficar só na reclamação, vamos elogiar os efeitos especiais, mas só eles.

Comecemos pela escolha de se contar a história com um evento de consequência. Essa ideia é boa quando bem executada, e o exemplo até recente da própria Netflix é a série ‘Im Not Ok With This‘.Aqui, só deixou tudo mais confuso e principalmente, desinteressante. Com apenas 7 episódios, foi de longe a série mais difícil de maratonar. Os episódios eram intermináveis e nada prendia a atenção neles!

Spectros

Quanto as atuações, ‘100or’! Eu sequer lembro dos nomes das personagens, mas depois de jogar no google, vamos a alguns pontos. Camila, a principal, é forçada demais, principalmente quando ela tem que expressar algum tipo de raiva! Mas sério, não tinha como ficar tão falso. Leo, o menor e mais novo, porém de longe o mais esperto deles! Temos também Pardal, irmão mais novo de Zeca, que até convence. Carla, que é tão forçada quanto Camila. E, por fim, Zeca o único mais divertido só que é quem morre.

A burrice dos jovens também tem que ser exaltada. Em determinada cena, Leo diz ‘não acreditem em nada aqui’, logo em seguida surge um fantasma que dá uma direção a eles. Oque fazem? Acreditam no fantasma e seguem para onde ele apontou.

Disseram que a série foi feita num molde internacional, mas nem a pior das atuais americanas consegue ficar abaixo de ‘Spectros‘.

Nossa nota
Nota dos leitores
[Total: 2 Average: 5]

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.