Crítica: Bela Vingança

“Bela Vingança” é um filme da Universal, que concorre a diversas categorias no Oscar 2021, incluindo o de Melhor Filme e Melhor Atriz.

CRÍTICA | 'Bela Vingança': resposta ácida contra a cultura do estupro

O filme acompanha a história de Cassie, uma ex-estudante de medicina que decidiu abandonar a faculdade após acontecimentos horríveis com a melhor amiga. Agora, com praticamente trinta anos, ela vive uma vida comum como atendente em uma cafeteria, mas quando chega à noite, ela se dedica a vingança. Ela se arruma para ir em baladas da cidade, falsamente bêbada, atrás de homens que se dizem boas pessoas, mas que só querem se aproveitar da situação.

Mas a trama começa a ganhar forma realmente quando ela se reencontra com Ryan, um antigo colega da faculdade. A partir daí, começamos acompanhar a agradável relação dos dois ao longo do dia. Mas ao descobrir um vídeo do horrível incidente com sua amiga em que Ryan e outros “garotos” estavam presentes, Cassie decide ir atrás do responsável em busca de justiça.

Bela Vingança

Abordando temas muito sérios e importantes, o filme busca a discussão e reflexão sobre a atual sociedade, e como pode ser nociva para as mulheres. Isso fica claro em seu desfecho, que é surpreende, mas que infelizmente é a realidade em muitos casos.

“Bela Vingança” consegue passar uma importante mensagem, causando um grande impacto e buscando a reflexão do espectador!

Nossa nota
Nota dos leitores
[Total: 0 Average: 0]

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.