Crítica: A Órfã 2 – A Origem

A Órfã 2 – A Origem” é uma continuação que ninguém pediu mas a Diamond Filmes acertou e muito em entregar.

A Órfã 2

A Órfã é um dos filmes de terror mais memoráveis que temos. Muito disse se deve pelo plot que envolve a protagonista que vai de criança assassina para adulta macabra. Além disso, nele mesmo tivemos uma explicação de onde Esther veio e o que ela fez antes. Por isso, quando anunciada a continuação e que ela iria ocorrer antes do primeiro filme, o desafio era trazer algo novo, mas que não entrasse em colisão com o que já foi apresentado. E eles conseguiram, mas para além, temos as Esther como a personagem que queremos torcer!

Aqui vemos o momento que Esther foge do hospital na Rússia e, desde já, vemos sua capacidade para matar. Aproveitando de sua condição, ela busca por crianças desaparecidas que tenham uma semelhança física com ela. Encontrado, ela praticamente se entrega para polícia que aciona a família. Contudo, o que seria uma família que ela daria um golpe, temos um ambiente onde Esther passa a ser a vítima?

A Órfã 2

O filme é bem feito, mas definitivamente a escolha da história é perfeita. Afinal o que poderia ser a surpresa dessa vez? Já sabemos de Esther e já sabemos como a família iria morrer no final, pois tudo foi revelado. Então é o durante, entre sua fuga da Rússia e o incêndio que deveriam nos prender. Descobrir que a criança desaparecida foi, na verdade morta e apenas o pai não sabia, faz a dinâmica de passivo agressivo até divertida.

A Órfã 2 – A Origem” está no nível do original, acrescenta sua história e é satisfatório.

Nossa nota
Nota dos leitores
[Total: 0 Average: 0]

Frednunes

Fred, primeiro de meu nome, técnico em Gestão Pública, mestre pokémon, nerd, pós graduado em Comunicação, viciado em séries, duelista, MBA em Gestão de Pessoas, administrador, apresentador e dono do Futari.

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.