Crítica: Os Jovens Titãs – O Contrato de Judas. Com Spoilers

Os Jovens Titãs: O Contrato de Judas‘ é o segundo filme da equipe no Universo das Animações da DC Comics. Apesar disso, seu início se passa a cinco anos dos acontecimentos do primeiro filme, com a equipe formada por Robin, Ricardito, Kid Flash, Mutano e Abelha, salvanda a Estelar.

Voltando ao presente, temos a equipe invadindo uma base do Irmão Sangue, principal vilão do filme. Agora, além dos membros que tínhamos no filme anterior, conhecemos a Tara, uma garota que consegue manipular a terra e usa o codinome de Terra, mas que ainda não tem um total controle de seus poderes. Se não conhece a equipe completa, leia nosso texto do filme ‘A Liga da Justiça Vs Os Jovens Titãs

De volta a Torre, temos a real apresentação de Tara junto aos demais Titãs. Ela encontra com Estelar durante um treinamento, fica curiosa sobre a relação de Ravena e Trigon, que está aprisionado na sua testa, e Mutano troca olhares com ela só que não é correspondido. Tudo isso, mostra que a nova integrante tem dificuldade de relacionar-se com outras pessoas, e cada vez mais isso vai ficando claro ao longo do filme por conta de alguns flashbacks.

Por conta destes mesmos flashbacks, descobrimos que Tara está aliada a Slade e que planeja trair os Titãs por conta de um acordo feito com o Irmão Sangue. Robin, desconfiado, como sempre, é o único que suspeita de Terra e a segue, assim descobre seus planos. Apesar de tudo, os demais Titãs acabam capturados e todos são levados ao Irmão Sangue, que construiu uma máquina capaz de replicar os poderes deles, e os combina em seu próprio corpo. O que torna tal momento pior, é ver que a relação entre Mutano e Tara estava caminhando para algo realmente verdadeiro.

Durante a entrega dos reféns, Robin consegue escapar e como o acordo incluía sete Titãs, Slade trai Terra e a vende, mesmo com os pedidos de ajuda da garota. É nesse momento que temos a luta final entre a Equipe e o Irmão Sangue, e Terra contra Slade. O combate acaba com Terra demolindo toda a Igreja. No final, temos Terra morrendo nos braços de Mutano e a adição da Garota Maravilha a equipe.

‘Jovens Titãs: O Contrato de Judas’ mantém o nível da animação anterior na história e se renova ao apresentar uma nova personagem, mesmo que no final seja mostrado que numa possível sequência teremos a Garota Maravilha. Infelizmente, na animação do filme o mesmo não pode ser comentado, talvez tal descuido se deva pelo curto tempo entre as animações. Por fim, o filme é ótimo para aqueles que acompanham a equipe.

 

Nossa nota
Nota dos leitores
[Total: 3 Average: 4]

Frednunes

Fred, primeiro de meu nome, técnico em Gestão Pública, mestre pokémon, nerd, pós graduado em Comunicação, viciado em séries, duelista, MBA em Gestão de Pessoas, administrador, apresentador e dono do Futari.

Você pode gostar...

2 Resultados

  1. Lucas disse:

    Me lembrou xmen evolution, vou conferir

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.