Mob Psycho 100

Estamos chegando no fim da temporada Inverno – 2019, então resolvemos relembrar a vocês alguns animes que marcaram essa temporada. Dessa forma, começaremos por um anime especial, pelo menos para mim e uma grande maioria de fãs. Mais ainda porque utilizaram o Twitter para comemorar a segunda temporada. Estou falando de Mob Psycho 100, produzido pelo mesmo criador de One-Punch Man. O anime gira em torno de Shigeo Kageyama, um estudante com habilidades psíquicas.

Mob Psycho

Sua primeira temporada foi lançada em forma de anime em 2016, com 16 episódios. Em um breve resumo, a primeira temporada conta história de Mob (Shigeo Kageyama), um garoto extremamente poderoso. Mas aos olhos da sociedade, apenas um garoto imperceptível e digno de ser subestimado. Para aprender a controlar seu poder, trabalha como assistente do Reigen Arataka, um autoproclamado psíquico. Shigeo deseja viver uma vida normal, mas devido seu estado paranormal ele acaba atraindo situações adversas. Reprimindo muitas de suas emoções, seu poder constantemente ameaça romper seus limites, principalmente quando está em confronto com outros paranormais.

A franquia também contou com uma live action produzida pela TV Tokyo, em parceria com a Netflix. Assim, como outras live action produzidas, Mob Psycho 100 não faz uma boa transição entre as mídias e acaba decepcionando.

A segunda temporada de Mob Psycho 100 estreou no Japão em 7 de janeiro de 2019, e está chegando ao fim. Seu foco durante grande parte dos episódios foi mostrar mais afundo histórias dos personagens secundários. E além disso, o amadurecimento e evolução do Mob. Outro ponto é mostrar como é constituída a organização Garra, uma organização maligna que quer o controle mundial, provando que os paranormais existem e são seres superiores. Os episódios estão disponibilizados pela plataforma Crunchyroll, após sua exibição no Japão.


Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.