Crítica: Não Se Preocupe, Querida

Não Se Preocupe, Querida” é um suspense da Warner que mescla o passado e o presente, numa mistura assustadoramente real.

Não Se Preocupe, Querida

Alice e Jack são o típico casal dos sonhos americanos. Com um clima da década de 50, Jack sai para trabalhar todos as manhãs após tomar um café da manha saído de propagandas de margarina. Enquanto isso, Alice cuida do lar e passa o dia com suas vizinhas e amigas. Porém, uma delas começa a sugerir que há algo de estranho no local, principalmente por serem mantidas dentro da cidade e que nada é informado. Mais tarde, um incidente desperta em Alice os mesmos sintomas e começamos a entender mais sobre a trama.

Logo de início todo esse clima gera estranheza. Não só pela perfeição na vida de cada um, com Jack tendo um emprego, Alice tranquila e uma vida de casal aparentemente feliz e ativa. Contudo, para os mais atentos, a ambientação é rapidamente quebrada pela trilha sonora do filme que escolhe temas atuais para retratar os acontecimentos e tocar durante eventos.

Não Se Preocupe, Querida

Apesar de previsível, a trama se desenvolve com um pequeno plot que é surpreendente , mas também foco das maiores dúvidas. Afinal, o que faz a pessoa perceber a fraude? A justificativa para estar ali é realmente válida? Quando você se muda para longe, realmente ninguém te procura? Você tinha família, amigos ou qualquer um que escrevesse uma carta? Porem, talvez, seja eu pensando demais.

Não Se Preocupe, Querida” é feliz em sua proposta, mas exatamente por conta dela carece de uma tempo para explicações. Tempo que certamente foi desperdiçado com repetições.

Nossa nota
Nota dos leitores
[Total: 0 Average: 0]

Frednunes

Fred, primeiro de meu nome, técnico em Gestão Pública, mestre pokémon, nerd, pós graduado em Comunicação, viciado em séries, duelista, MBA em Gestão de Pessoas, administrador, apresentador e dono do Futari.

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.