Yu-Gi-Oh! Pirâmide de Luz

Yu-Gi-Oh! Pirâmide de Luz‘ tem um espaço afetivo na minha memória. Afinal, esperei ansioso por ele na locadora para ganhar minhas cartinhas!

Yu-Gi-Oh! Pirâmide de Luz

E foi nesse filme que um pequeno detalhe chamou bastante atenção. Finalmente as cartas tinham seus nomes e informações, como efeitos, nelas. Mas esse detalhe é comum nas animações originais, em japonês. Na adaptação, ficaram com preguiça.

A história do filme começa com o aparecimento de uma nova relíquia. Entretanto, essa seria relacionada ao deus Anubis. Paralelo a isso, Kaiba está novamente buscando uma forma de derrotar Yugi. Essa busca o faz retornar ao reino dos Duelistas, duelar com Pegasus e ganhar uma carta chamada ‘Pirâmide de Luz’. Mas essa carta não existia e era uma armadilha de Anubis. Claro, ciente de sua vitória, Kaiba então desafia Yugi e temos o duelo principal do filme.

Yu-Gi-Oh! Pirâmide de Luz

Somente pelas imagens que postamos aqui, dá para notar que a qualidade da animação é superior ao do anime. E, como podem perceber na imagem acima, a Feiticeira Negra não teve sua censura. Isso mostra que nos filmes é por onde você tem uma experiência mais próxima da real de Yu-Gi-Oh!.

Em relação a história, não temos nada que agrega diretamente aos acontecimentos posteriores no anime, nem algo que traz um conhecimento maior sobre os personagens. Infelizmente, é uma história extra apenas. Mas, pelo lado positivo, esse é o único dos longas que traz isso. Só que esse assunto fica para os próximos textos da nossa série de Yu-Gi-Oh!.

Infelizmente, esse filme se perdeu e foi bastante difícil de achar para ver novamente. Mas quem sabe a Netflix não acaba por trazer ele para completar seu catálogo no futuro! Lembrando que na época, sua distribuição foi feita pela Warner.

Nossa nota
Nota dos leitores
[Total: 0 Average: 0]

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.