Crítica: Fate – A Saga Winx

Fate – A Saga Winx” é uma série da Netflix que traz de volta a nostalgia da série animada. Mas entre acertos e polêmicas, a produção agradou?

Fate - A Saga Winx

O Clube das Winx foi uma animação de sucesso nos anos 2000, e conta a história de Bloom, uma fada com um mistério em seu passado. Assim, ao chegar na escola de Alfea, ela conquista novas amigas e vive diversas aventuras. Já nesse live action temos a mesma estrutura base, mas com algumas mudanças para tornar a produção mais atualizada e para um público mais jovem.

A primeira das mudanças foi a unificação de Alfea, como uma escola para as Fadas e os Especialistas, simultaneamente. Além disso, se no desenho as Fadas eram exclusivamente femininas e os Especialistas masculinos, aqui temos ambos os gêneros participando da divisão. Contudo, para ainda manter essa diferença nas classes, temos dois diretores para a escola, no qual cada um representa uma das classes.

Fate - A Saga Winx

Mesmo tendo seis episódios, a temporada parece dividida ao meio. Na primeira metade temos uma introdução dos atributos e dos personagens. Aqui há um distanciamento dos climas. Primeiro, temos a seriedade da história de Bloom. Segundo, piadas bobas e o clima escolar exagerado, contando até com trocadilhos discretos e outros explícitos. A outra metade engata na história e amizade das personagens, e com a trama mais avançada os traumas e a seriedade “engolem” o clima estudantil. Ainda temos que considerar o fã service, com referências a animação e até uma cena de transformação. Entretanto, essa cena poderia ser cortada por conta da vergonha alheia!

Fate – A Saga Winx” claramente é uma substituta para “O Mundo Sombrio de Sabrina“, recentemente cancelada. Mas apesar do mesmo clima, ao menos nessa temporada, parece que investirá mais em outros personagens para além da protagonista.

Nossa nota
Nota dos leitores
[Total: 0 Average: 0]

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.