Crítica: Terra Incógnita

“Terra Incógnita” é uma série do Disney+ que mescla o terror com uma clássica aventura adolescente em busca de uma verdade esquecida. A produção é argentina e mostra como boas histórias podem ser trazidas ao público geral pelas plataformas de streaming.

Terra Incógnita

Eric e Uma são irmãos que perderam os pais, mas os avós não gostam de tocar no assunto. Acontece que tudo ocorreu de uma forma misteriosa, que até hoje não se tem respostas ou notícias. Por isso, aproveitando um acampamento escolar, Eric retorna para sua cidade natal em busca delas. Acontece que o centro dos acontecimentos é um parque de diversão, o “Terra Incógnita”, que está fechado há anos. Por isso, o local ganhou fama de assombrado e atraí inúmeros visitantes e até Youtubers. Porém, seu retorno parece despertar algo, uma suposta maldição, que retoma para cidade.

A história é envolvente. Não há como fugir do núcleo principal, isso pode decepcionar. Tudo gira em torno do desaparecimento dos pais de Eric. Mesmo os plots secundários, convergem para a trama principal. Mas claro, isso é um detalhe e devemos lembrar que o público é infantil, ou seja, complique menos as coisas.

Terra Incógnita

Ainda sim é bem estruturada e conduzida. A trama da maldição, o mistério da cidade e a desconfiança dos moradores constroem bem todo o mundo apresentado. Temos também a forma com que os personagens interagem entre si, de maneira coesa para cada personalidade.

“Terra Incógnita” faz bem seu dever e termina de uma forma que nos deixa ansiosos por uma segunda temporada.

Nossa nota
Nota dos leitores
[Total: 0 Average: 0]

Frednunes

Fred, primeiro de meu nome, técnico em Gestão Pública, mestre pokémon, nerd, pós graduado em Comunicação, viciado em séries, duelista, MBA em Gestão de Pessoas, administrador, apresentador e dono do Futari.

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.