Crítica: Trem Bala

Trem Bala” é um filme da Sony que deixa claro que 2022, dentre os maiores destaques do cinema, os filme loucos tem lugar.

Trem Bala

Joaninha está cobrindo um colega de profissão, Carvalho, que ficou doente pouco antes de uma missão. O objetivo, entrar em um Trem Bala no Japão e pegar uma mala que claramente está cheia de dinheiro. Nesse mesmo trem temos Tangerina e Limão, outros dois mercenários com a missão de levar o filho de um lendário criminoso em segurança para casa, junto do dinheiro. Além deles, temos outros personagens que vão surgindo, cada um com seu objetivo, e essa viagem vai se tornando cada vez mais maluca.

Filmes de espionagem, via de regra, se sustentam pela complexidade da missão. Aqui é diferente. Exatamente como dito pelo protagonista, a missão dele em sua essência era pegar a maleta. Cada um no trem tem sua missão, simples pelos padrões apresentados. Mas é a convergência de cada um deles, com seus estilos e combates que torna tudo divertido. Além disso, a cada novo personagem temos um flashback de suas motivações, em que até uma garrafa de água ganha a sua vez, pouco antes do seu momento de destaque.

Trem Bala

Apesar do ambiente, tecnicamente pequeno e limitado, a ambientação de cada vagão não deixa repetitiva as interações. Para espectadores mais sérios, claro que a forma como tudo vai se conectando pode desagradar. Mas é importante lembrar, o foco não está apenas na ação, divide com o humor. Humor esse que traz referência até de “Thomas e Seus Amigos”.

Trem Bala” é uma ação incrivelmente divertida. De armas de fogo, morte por envenenamento ou gangues japonesas com espadas. Tudo acontece! Além disso, gera expectativa de qual maluquice será a próxima ou se o que vemos realmente é um desfecho para o personagem.

Nossa nota
Nota dos leitores
[Total: 0 Average: 0]

Frednunes

Fred, primeiro de meu nome, técnico em Gestão Pública, mestre pokémon, nerd, pós graduado em Comunicação, viciado em séries, duelista, MBA em Gestão de Pessoas, administrador, apresentador e dono do Futari.

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.