Crítica: O Corcunda de Notre Dame

O Corcunda de Notre Dame” é um caso bem exótico entre os filmes da Disney. Afinal os pais não achavam infantil o suficiente, nem adulto o suficiente.

O Corcunda de Notre Drame

Feito na década de 90, o filme realmente ganha outro ar avaliando com o conhecimento de hoje. Dessa forma, a fórmula clássica da Disney, de ter um protagonista e seus sidekicks em uma aventura de aprendizado, com uma pitadinha de musical, se torna ainda mais sério até mesmo pela letra delas. Afinal, a perseguição ao povo cigano, a humilhação sofrida pelo Quasimodo e a obsessão de Frollo por Esmeralda é de arrepiar.

Talvez até por isso ele sofreu esse limbo de público em seu lançamento. Pois as crianças mesmo interessadas, não tinham a liberdade para assistir já que seus pais o consideravam muito sério. Por outro lado, os adultos com o pensamento de “animação é de criança” não assistiam ao filme. Um filme que não é infantil o suficiente, tão pouco adulto o suficiente.

O Corcunda de Notre Drame

Assustador é, talvez, ver que 20 anos demais o filme ainda é atual. Temas que hoje são abordados, tem interpretações na animação. Frollo, por exemplo, que culpa Esmeralda por sua obsessão. Ela, que pouco importava com a existência, é considerada a culpada pela luxúria, seu pecado. Quasimodo também sofre com Frollo, mas também na vila durante o evento do festival. O que começa com alegria ao conhecer o mundo fora da catedral, se torna terror. Afinal, rapidamente ele passa a ser humilhado por conta de sua deficiência. Entretanto, e interessante reparar, que tal agressão não parte dos impuros ciganos, mas daqueles que supostamente defendem o certo.

O Corcunda de Notre Dame” pode não trazer as músicas mais memoráveis, mas de certo nos deu o gif de Esmeralda pedindo por justiça.

Nossa nota
Nota dos leitores
[Total: 1 Average: 3]

Você pode gostar...

3 Resultados

  1. Deborah disse:

    Otimo desenho.

  2. Tiago disse:

    Muito divertido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.